Corpo de criança morta há 140 anos é achado durante reforma de casa

Corpo de criança morta há 140 anos é achado durante reforma de casa

Quando operários faziam uma reforma em uma casa em São Francisco (EUA), tomaram um susto quando trabalhavam no piso da garagem e se depararam com um caixão pequeno.

Tratava-se de uma criança, uma menina loira de cerca de 3 anos de idade.

Pelo vidro do caixão deu para notar o rosto da criança que estava perfeitamente conservado, parecendo que tinha sido enterrada no dia anterior.

Ela estava vestindo um vestido branco de renda branca feito à mão, adornado com laços e flores.  

No cabelo dela havia uma rosa, nos pés, uma botinha branca, sobre o corpo foram espalhadas folhas de eucalipto e o interior do caixão estava coberto de veludo roxo. Os legistas informaram que o caixão ainda tinha aroma de lavanda e que ela parecia um anjo.

Os donos da casa estavam viajando e ficaram em choque com o acontecido.

Eles dizem que costumam ouvir passos e vozes abafadas de crianças e mesmo depois que o corpo da criança foi encontrado, eles continuam ouvindo esses ruídos e dizem que o motivo é porque a casa deles fica em um antigo cemitério.

Posteriormente com mais pesquisas feitas, foi descoberto através do DNA dos cabelos da criança a sua identidade…

Identidade da Criança

Seu nome era Edith Howard Cook. Ela nasceu em 28 de novembro de 1873 e morreu em 13 de outubro de 1876, semanas antes de completar três anos. Ela morreu, segundo os pesquisadores, de desnutrição como resultado de uma infecção.

O nome dos pais da criança eram Horatio Cook e Edith Scooffy. O pai dela era um negociante bem-sucedido da cidade. A família materna da garotinha, os Scooffy, foi uma das primeiras a chegar a São Francisco na época da corrida do ouro.

A criança foi enterrada novamente em uma caixão de cerejeira e o antigo caixão, que é de chumbo e bronze, está nas mãos de pesquisadores que querem descobrir o porque do corpo da menina ter ficado tão bem preservado depois de tantos anos. 

fonte: r7