Gêmeo é Retirado da Barriga do Irmão Depois de 15 anos

Gêmeo é Retirado da Barriga do Irmão Depois de 15 anos

Um adolescente foi submetido a uma cirurgia para retirar o irmão gêmeo que não nasceu e estava alojado em seu abdômen.

Zul Shahril Mohd Saidin, de 15 anos, carregou um feto malformado por toda a sua vida que tinha cabelo, pernas, mãos e genitais.

O caso, chamado de fetus in fetu, é raro e acontece quando um feto não viável é englobado pelo feto do seu irmão gêmeo, que posteriormente se desenvolve de maneira normal. 

Em geral, pode se alojar no abdômen ou na cavidade retroperineal.

O adolescente só foi hospitalizado recentemente, depois de se queixar de dores ao longo de quatro meses.

Segundo a mãe do menino, Hasmah Ahmad, de 38 anos, a família acreditava que o filho tivesse um tumor, mas agora comemora o sucesso da cirurgia.

Como o fetus in fetu acontece

Se uma mulher estiver grávida de gêmeos, nas primeiras semanas de gestação, um dos bebês pode entrar no cordão umbilical do outro. Como resultado disso, acaba tornando-se parasita do corpo do irmão.

Assim sendo, o fetus in fetu pode ser comparado a um tumor, que é mantido pelo organismo e mantém atividade metabólica.

Porém, como o feto não está em um ambiente propício para o seu desenvolvimento, não há funcionamento de cérebro, coração, pulmões, entre outros órgãos. E isso impossibilita a vida deste gêmeo parasita fora do corpo do irmão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui