Baleias – Características das principais espécies e curiosidades

Baleias - Características das principais espécies e curiosidades

As baleias estão entre os mais belos e interessantes animais que vivem nos oceanos, e não é só porque, em boa parte dos casos, são seres enormes, não. Pois trata-se de um mamífero aquático que possui diversas características e curiosidades que talvez você não saiba. E, são esses aspectos que vamos abordar agora, mostrando algumas coisas gerais em relação às baleias, além de alguns fatos bem inusitados. Confira!

Características gerais das baleias

Características gerais das baleias

Mesmo que haja muitas espécies diferentes de baleias, é certo que todas compartilham algumas características em comum.

Por exemplo: todas têm pelo. Sim, por serem mamíferos, elas possuem pelugem, mas, é tão fina que, mesmo com o enorme tamanho desses animais, acaba sendo quase imperceptível.

Fora isso, o seu sangue é quente, o que faz com que a temperatura do corpo fique alta, o que ocasiona uma tremenda vantagem. Afinal, elas vivem no mar, e muitos dos seus habitats são águas muito frias.

Devido ao pelo delas ser fino e bem curto, as baleias dependem bastante da sua gordura corporal para se mantiver aquecidas.

As barbatanas delas não são muito grandes em relação ao tamanho do corpo, já que a principal forma de locomoção delas é por meio da cauda.

Esta é bem proeminente e serve como uma espécie de leme, ajudando as baleias a se movimentarem por longas distâncias.

Além das barbatanas serem pequenas em relação ao tamanho do corpo, o mesmo acontece com os olhos. Inclusive, a sua boca (geralmente imensa) nada mais é do que uma enorme fenda que se liga de um olho a outro.

Mesmo que tenham sangue quente, boa parte das baleias vive em água com temperaturas um pouco elevadas. Tanto é que muitas espécies migram para locais mais quentes quando o inverno em suas regiões de origem se aproxima.

A seguir, vamos destacar algumas das mais conhecidas espécies de baleias pelo mundo.

Principais espécies de baleias

#Baleia-azul (Balaenoptera musculus)

Baleia-azul

Maior animal que vive na Terra hoje em dia, a baleia azul pode medir até 30 metros de comprimento, e pesar cerca de 200 toneladas. Para se ter uma noção do tamanho dela, apenas a sua língua pode chegar ao peso de um elefante adulto.

Todavia, mesmo possuindo dimensões tão gigantescas, a baleia azul se alimenta basicamente de krills, que se assemelham a pequenos camarões.

Porém, isso não significa que ela coma pouco. Em algumas épocas do ano, uma baleia azul adulta pode consumir cerca de 4 toneladas de krill.

Inclusive, como acontece com outras espécies de baleias, a azul se alimenta de uma maneira bem peculiar. Ela simplesmente abre sua grande boca, engole uma enorme quantidade de água, que logo depois é expelida pelas barbatanas. Dessa forma, um monte de krills ficam para trás, sendo engolidos.

Vivendo em todos os oceanos do mundo (com exceção do Ártico), a baleia azul, às vezes, nadam em pequenos grupos, mas, na maior parte do tempo, ou nadam sozinhas ou em pares.

#Cachalote (Physeter macrocephalus)

Cachalote

Uma das mais interessantes espécies de baleias é a cachalote. Possui uma cabeça bem longa em forma de bloco, ocupando praticamente 1/3 do tamanho dela. Pode chegar a 20 metros de comprimento e pesar 41 toneladas.

Só que ao contrário de muitas baleias (como a azul), a cachalote não se alimenta de animais minúsculos. Ao contrário! Como uma caçadora voraz, ele se alimenta de lulas (especialmente as gigantes), polvos, raias e tubarões-boca-grande.

Para localizar suas presas, a cachalote pode mergulhar 1.200 metros, mas podem descer até 2 km, explorando até mesmo regiões abissais dos oceanos.

E não é à toa que essa espécie é uma caçadora nata. Seu focinho achatado permite que aguente mergulhar em águas muito profundas, fazendo com que aguente a pressão de descer tão longe. Além disso, os dentes de sua mandíbula inferior podem chegar a 20 cm de comprimento.

Fora ainda o fato de que estamos falando da predadora de um dos maiores animais da Terra: a lula gigante. Desse modo, cientistas acreditam que a cachalote e ela sejam inimigos naturais. Nenhuma batalha real foi vista até hoje, mas essas baleias já foram encontradas com cicatrizes desses confrontos.

#Baleia-franca (Eubalaena australis)

Baleia-franca

Trata-se de uma baleia que pode ser encontrada nas regiões subtropicais do hemisfério sul. É uma das maiores espécies existentes, podendo chegar a 15 metros de comprimento, pesando cerca de 40 toneladas.

E uma das curiosidades dessa baleia é o fato dela não usar dentes para se alimentar, e sim, placas de barbatana. Longas camadas de queratina pendem do topo de sua boca, permitindo que o animal coma por meio de um sistema de “filtragem”.

O mecanismo funciona mais ou menos assim: essas baleias abrem e fecham suas mandíbulas enquanto estão nadando, empurrando água com krills para dentro de sua boca, com a água saindo e esses pequenos animais servirão de alimento para a baleia.

Assim como acontece com a cachalote, a baleia franca possui um crânio enorme em relação ao restante do corpo, ocupando de 1/4 a 1/3 do seu comprimento total.

Baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae)

Baleia-jubarte

Do tamanho de um ônibus escolar, as enormes baleias jubarte são conhecidas por algumas características bem peculiares, como, por exemplo, entoarem “canções melódicas” e fazer acrobacias incríveis para o seu tamanho.

A cabeça desse animal é larga e arredondada, sendo coberta por protuberâncias chamadas de tubérculos.

Vagam pelo mundo todo, mas seus habitats naturais variam de acordo com o tempo e as estações do ano.

No verão gostam de passar a maior parte do tempo em áreas de alimentação em latitudes altas, como o Golfo do Alasca, por exemplo. Já durante o inverno, nadam para águas mais quentes próximas ao Equador, ao Havaí, à América do Sul e à África.

Normalmente, viajam sozinhas ou mesmo em pequenos grupos. E de acordo com cientistas, são as baleias que mais migram em todo o mundo, podendo viajar mais de 5.000 km entre seus locais de reprodução e as suas áreas de alimentação.

#Baleia-de-bryde (Balaenoptera edeni)

Baleia-de-bryde

As baleias de bryde são animais de zonas tropicais e subtropicais. Em geral, não se movem tanto entre uma região e outra, não sendo portanto conhecidas por migrações muito extensas.

Podem chegar a quase 16 metros de comprimento e a pesar cerca de 25 toneladas. Já em termos de alimentação, comem peixes e invertebrados em geral.

Algumas curiosidades sobre as baleias em geral

curiosidades sobre as baleias
  1. Algumas espécies de baleias estão entre os animais de vida mais longa no mundo. A baleia-da-índia, por exemplo, pode viver até 200 anos.
  2. As baleias beluga possuem pescoços tão flexíveis que podem até mesmo mover a cabeça. Além disso, elas emitem sons que lembram assobios, cliques e chilreios, o que fez com que fossem conhecidas como “canários do mar”.
  3. As cachalotes quase chegaram à extinção devido à caça predatória, que tinha como objetivo extrair a gordura e o óleo desses animais (artigos valiosos no mercado).
  4. Em 2014, uma baleia da espécie bico de Cuvier fez o mais profundo e longo mergulho registrado por um cetáceo. Foram quase 3 mil metros de profundidade durante 2 horas.

Fontes: myanimals, nationalgeographic, oceanwide-expeditions, greenpeace, livescience, fao, fisheries

Imagem: Baleia cachalote, Baleia jubarte, Baleia de bryde