Bull Terrier – Características e curiosidades sobre a raça

Bull Terrier - Características e curiosidades sobre a raça

Uma das raças de cachorro com aparência mais peculiar é a Bull Terrier. Além disso, é um cachorro com características bem marcantes, como o apego que tem com a família, apesar de ser um dos tipos que mais precisa ser disciplinado. Ainda assim, é um dos cães mais amados pelas pessoas que amam animais de estimação. Fora ainda o fato de ser um cachorro que guarda muitas curiosidades interessantes. E é o que vamos ver a seguir sabendo mais a respeito do Bull Terrier.

Características gerais do Bull Terrier

Características gerais do Bull Terrier

De origem inglesa, essa raça de cachorros possui duas variedades em se tratando de tamanho: o standard e o miniatura.

O padrão da raça e o que dá uma característica toda especial a ela é a sua cabeça oval e os olhos em formato triangular (incomuns em cães).

Em relação à cor da pelagem, o Bull Terrier é bem variado, podendo ter tons de branco, preto, vermelho, marrom claro ou tricolor. De todas essas, o branco é a cor mais frequente nessa raça, mesmo aqueles cachorros mais coloridos.

Em termos de comportamento, o Bull Terrier é uma raça bastante ativa e principalmente leal a seu dono. Porém, ainda assim, é o tipo de cachorro que necessita de certa disciplina extra de seus tutores.

Ainda em se tratando de características comportamentais, esse cachorro é adorável e bem brincalhão. Porém, ele também pode ser um pouco agressivo ou então excessivamente tímido, e por isso precisa de um adestramento mais firme e adequado.

Trata-se de um cão muito sociável, mas, é necessário ficar de olho quando ele estiver com crianças, a fim de supervisionar brincadeiras um pouco mais “pesadas” dele. Inclusive, também não é muito recomendável deixá-lo sozinho na presença de outros cachorros, e animais de estimação em geral.

É interessante notar, no entanto, que o Bull Terrier não é uma raça de cachorro que late muito. Ao contrário. Como, às vezes, ele pode ser bastante tímido, ele é um cão muito observador. Ou seja, só late quando realmente estiver em alerta.

Em termos de porte físico, pode medir até 55 cm de altura e pesar em torno de 31 kg. Sua expectativa de vida pode ir até os 13 anos de idade.

Inicialmente, criados para combate

Inicialmente, criados para combate

A raça do Bull Terrier, na verdade, é uma mistura de alguns cães machos com outras de Terrier. Os criadores iniciais desse híbrido de cachorro usaram muito esses animais como cães de briga, devido ao seu espírito tenaz, e sua agilidade e força bruta.

Não é à toa, por exemplo, que o Bull Terrier era considerado, muitas décadas atrás, como o “gladiador canino”.

Só que devido ao Ato Humanitário datado de 1835, lutas de cães e outros esportes sangrentos acabaram sendo proibidos na Inglaterra.

Com o passar do tempo, os Bull Terriers se tornaram conhecidos como ótimos cães de companhia.

Tanto é que, na década de 1860, James Hinks, em Birmingham, na Inglaterra viu o potencial do Bull Terrier, e fez deles uma raça distinta.

Ele fez alguns cruzamentos, como entre o dálmata, o hoje extinto terrier branco e o border collie.

Essa nova raça que surgiu tinha um rosto mais comprido, pernas arqueadas e uma aparência mais sofisticada que seus antecessores.

Cuidados constantes

Cuidados constantes

Recomenda-se que o Bull Terrier não fique sozinho em casa durante o dia.

Seria como deixar uma criança hiperativa sozinha sem a supervisão de adulto. Com essa raça de cão é a mesma coisa, já que se trata de um animal com muita energia.

Eles também são do tipo que comem tudo, mas também podem vir a morrer devido a bloqueios gastrointestinais.

Brinquedos de couro também não são adequados para eles. Ou seja, é necessário adaptar a casa um pouco para cuidar de um Bull Terrier.

E, além disso, é o tipo de cachorro que precisa de exercícios físicos diários.

Cerca de meia hora ou uma hora por dia é o suficiente. Fazer caminhadas, correr atrás de objetos, ou mesmo brincar com brinquedos interativos são algumas das melhores atividades para esse cãozinho.

No entanto, é preciso ter cuidado com esses exercícios quando ele é apenas um filhote, já que algumas atividades um pouco mais pesadas podem danificar a estrutura óssea, que ainda está em formação.

Alimentação balanceada para o Bull Terrier

Alimentação balanceada para o Bull Terrier

Importante destacar também que a dieta de um Bull Terrier tem que ser adequada de acordo com a sua idade.

No geral, eles precisam de comida rica em cálcio, especialmente quando são mais jovens.

Iogurte e leite natural pela manhã e à noite antes de dormirem é uma ótima pedida, fora as rações especializadas.

Outros alimentos ricos em cálcio, como o brócolis, também podem ser incorporados à sua dieta diária. Afinal, possuem crescimento rápido, e precisam desenvolver bem a parte óssea.

Porém, alguns cuidados extras são necessários, pois essa raça de cão é propensa a ficar acima do peso.

É o caso de dar guloseimas em excesso. Realmente, algumas vezes, é necessário dar petiscos nos treinos, mas, isso não pode ser uma constante.

Verificar com o veterinário uma dieta balanceada ajuda o Bull Terrier a ter uma saúde sempre em dia. Também é preciso não esquecer de que água limpa e fresca precisa estar disponível a todo o momento.

Uma verdadeira celebridade

Uma verdadeira celebridade

Alguns cães da raça Bull Terrier se tornaram estrelas no passado.

Talvez o mais conhecido desses tenha sido Spuds MacKenzie, a cadela que ficou famosa depois que a gigante do ramo de cervejaria Budweiser fez um comercial com ela no final dos anos 80.

Mas, não foi somente Spucs a ficar conhecida. O general George Patton tinha um cão dessa raça chamado Willie.

Ele tinha seu próprio conjunto de medalhas do Exército dos EUA, e compartilhou a glória de Patton que liderou as tropas francesas na Segunda Guerra Mundial.

E também não podemos esquecer que o famoso treinador e comentarista canadense de hóquei, Don Cherry, recebeu do Boston Bruins um Bull Terrier de presente.

Chamado de Blue, esse animalzinho protagonizou os créditos de abertura das transmissões nacionais de hóquei nas noites de sábado feito pelo Hockey Night in Canada.

Incrível como um cãozinho desses tem história pra contar, não é verdade? Pois é. Esse é o Bull Terrier.

fontes: love.doghero, mentalfloss, dogtime, akc, petcoach